top of page

O medo da frustração tem engolido seu entusiasmo?

Atualizado: 3 de jul. de 2023

Você já ouviu aquela famosa frase para não se frustrar é melhor não ter expectativas?

Mas de onde será que vem tanto medo de se frustrar? Qual é o problema em acolher e lidar com esse sentimento?


Certa vez o filho de um amigo meu ficou frustrado porque ele havia ficado semanas esperando por um passeio com os colegas da escola e no dia choveu. Aí conversando com meu amigo, falamos sobre essa ideia de não criar expectativas para não nos frustrarmos.

Mas já pensou como a vida seria sem graça sem expectativas? Imagina só uma criança que não se empolga com um passeio em um dia ensolarado com os amigos...


Você pergunta para ela sobre o passeio que ela está esperando e ela te responde apaticamente: ah, sim, o passeio, é legal...mas se não tiver, tudo bem não faz diferença...

Não soa estranho? Algo como uma monotonia sentimental, uma falta de conexão com a vida e com o entusiasmo?


As crianças parecem ter entusiasmo na mesma proporção em que não tem medo de se frustrar, não sucumbem ao e se não acontecer?.

Isso não quer dizer que elas não se frustrem (aprender a lidar com a frustração inclusive é uma etapa muito importante do desenvolvimento infantil) mas que não deixam de sonhar e se entusiasmar pelo medo de algo não dar certo...


Será que o medo de se frustrar não tem nos impedido de sonhar, de imaginar futuros melhores, mais divertidos, mais ternos, mais ricos em potenciais?

Será que deixamos de ir em busca do que nos nutre, do que faz nosso coração vibrar e ficamos congeladas por medo de um sentimento doloroso?

Será que o medo da frustração tem sido uma forma de nos controlar e nos deixarmos estagnadas em uma vida, um trabalho, um relacionamento que não nos satisfaz?


Marina De Martino

Facilitadora de Comunicação Não-Violenta e Justiça Restaurativa


Saiba mais sobre a Comunicação Não-Violenta em minhas paginas

Facebook e Instagam - Marina De Martino CNV

Site - www.comunicacaoecooperação.com

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Como a liberdade sexual me levou ao abuso

texto originalmente publicado na revista Az Mina, de autora anônima https://azmina.com.br/colunas/como-a-liberdade-sexual-me-levou-ao-abuso/ Nenhum homem nunca me estuprou, mas eu me deixei ser abusad

Comments


bottom of page